Jeri além do Insta

Já tem um tempo que parece que o tempo parou.
As telas passaram a fazer ainda mais parte das nossas vidas, em muitos momentos se tornaram nossa única opção de contato com o mundo.

Com isso, esse grande movimento de registrar tudo o que a gente vive em imagens digitais se tornou ainda mais forte, a necessidade de guardar tudo, de mostrar para quem não está junto, parece cada dia mais urgente, mas é realmente o único jeito de existir?

Pensando na autenticidade das experiências vou compartilhar um guia com o lado B dessa vila tão instagramável.

Becos
Tive um professor na graduação que dizia que nada te faz conhecer melhor um lugar do que se perder por ele, andar sem rumo, e ir parando onde te chama atenção, Jeri tem vários tesouros escondido nos bequinhos, lojinhas, pousadas, plantas, arte, gatinhos….um mundo de experiências esperando para ser descoberto.

 


Becos. Fonte: arquivo pessoal da autora.

Vida Autóctone
Escrevo com nostalgia dos tempos em que estudei turismo, aprendi essa palavra na graduação, autóctone é o povo nativo daquela região, a vida de quem mora aqui se mistura muito com a de quem passeia, mas tem aquela luz diferente, que só quem conhece tudo consegue acender. É maravilhoso passar o dia sendo servido à beira mar, mas você já experimentou ficar numa praia “selvagem”, onde o que você tem é o que você levou, e a única trilha sonora possível é o barulho do mar? A Praia da Malhada é isso, o mar em seu estado natural, passar os finais de tarde (para evitar a exposição exagerada ao sol) é de uma liberdade que nenhuma palavra pode expressar.

Final de tarde na Praia da Malhada. Fonte: arquivo pessoal da autora.

Passeios Alternativos

Andar de buggy e quadriciclo aqui já é um clássico e imperdível, mas disso você já sabe.

Mas o que tem para fazer além disso? O que pode fazer sua experiência em Jeri ainda mais mágica?

Canoa Havaiana no nascer do sol, Passeio de Cavalo no pôr do sol, StandUp Peaddle no mangue, bike tours, caminhadas, passeios de barco, aulas de esportes aquáticos, Jeri tem muito a oferecer para quem quer se aventurar.

Agencia: Vem Pra Jeri. Fonte: arquivo pessoal.

Por enquanto, essas são as dicas fora da caixa, para apreciar a vida além do esperado, se surpreender com as possibilidades desconhecidas. Não vou entregar todo meu ouro assim, de uma vez só, rs.

E quem sou eu, chegando assim cheia de ideias?

Meu nome é Talitta  Araujo (@talittaaraujo), conheço Jeri desde 2010, quando morei por 9 meses, e dessa vez estou já há quase 5 anos vivendo por aqui, construindo minha história nessa vila cheia de cantinhos mágicos e encontros especiais.

#VemPraJeri por @talittaaraujo

vemprajeri.com

X
X
X